A obra iniciou em dezembro de 2018, com investimento de R$ 3.461.058,70 do Governo do Estado.

Comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Carlos Alberto Araújo Gomes, afirmou que Laguna está entre as cidades mapeadas para receber o projeto de escolas de natureza cívico-militar. “Estamos ainda vendo se ela será uma escola militar pura ou uma cívico-militar com participação mais ativa da Secretaria Estadual da Educação. Mas, com certeza, uma vez inaugurada essa escola vai estar viva com alunos fardados”, declarou. O processo de ingresso dos estudantes deverá ser anunciado. Até mesmo o número de alunos.

 

A informação foi anunciada durante a programação da cerimônia da imprensa catarinense na manhã desta terça-feira, dia 30. A Associação Catarinense de Imprensa (ACI), autoridade cívis, militares e o governo municipal, visitaram as obras de reforma e ampliação do Colégio Jerônimo Coelho, no centro histórico. A nova ala administrativa ao lado do prédio histórico, já está bem avançada. No edifício de 1912, onde serão as salas de aula, o trabalho é mais cuidadoso por se tratar de um espaço tombado pelo patrimônio histórico.

A obra iniciou em dezembro de 2018, com investimento de R$ 3.461.058,70 do Governo do Estado.

O prefeito Mauro Candemil salientou que será um marco na história da educação no município, com um ensino de qualidade e gratuito.

 

A estrutura será ampliada numa área de 978.63 metros quadrados, com a construção de uma quadra de esportes coberta de 299,90 metros quadrados e restauro de uma área de 1.566,06 metros quadrados.

O decreto que criou o núcleo do colégio militar em Laguna, foi assinado pelo ex governador, Eduardo Pinho Moreira (MDB), e publicado no dia 28 de dezembro de 2018 no Diário Oficial do Estado.

O documento originou a Rede de Ensino Policial Militar Feliciano Nunes Pires com os seguintes núcleos além de Laguna: Feliciano Nunes Pires (Florianópolis), Osvaldo Aranha (Joinville), Blumenau (Pedro II) e Lages (Melvin Jones).

WhatsApp chat
//]]>