Em dezembro, por exemplo, o pagamento dos débitos só foi possível graças a uma emenda parlamentar.

A Prefeitura de Jaguaruna, através da Secretaria de Administração e Finanças, repassou um total de R$ 90 mil para o Ideas, grupo que administra o Hospital de Caridade de Jaguaruna, por meio do Fundo Municipal de Saúde. O montante foi dividido em duas parcelas, uma creditada no dia de ontem, 13, no valor de R$ 45 mil, e outra nesta manhã de terça-feira, 14, no mesmo valor.

O total, no entanto, serviu apenas para quitar a folha salarial dos médicos da unidade, da competência de novembro/2019, vencido em 20/12/2019. A próxima folha dos médicos, referente a competência de dezembro, vence na próxima segunda-feira, 20.

A folha salarial do quadro de funcionários, isto é, enfermagem, administrativo e operacional, continua em aberto. São necessários mais R$ 90 mil para que a folha seja quitada. Os colaboradores deflagraram estado de greve nesta segunda-feira, 14. Eles pedem que os salários sejam depositados até quinta-feira, 16, às 14h. Se isso não ocorrer, eles vão paralisar os serviços e, somente casos de urgência e emergência serão atendidos.

Ao Portal Infosul, Claiton Galicioli, diretor do HCJ, explicou como funciona o contrato entre a instituição e a prefeitura. “Nós temos um contrato de R$ 160 mil mensais com a prefeitura, que é destinado para pagar os funcionários, médicos e também é usado para aquisição de materiais e medicamentos. Esse valor é dividido em três parcelas. Sempre nos dias 10, 20 e 30 de cada mês a prefeitura deve pagar R$ 53.300,00”, explica.

No entanto, desde o mês de novembro o município não realiza nenhum repasse ao IDEAS (exceto esse de R$ 90 mil explicado anteriormente). O valor dos atrasos ultrapassa os R$ 370 mil. Em dezembro, por exemplo, o pagamento dos débitos só foi possível graças a uma emenda parlamentar.

O Portal Infosul vem acompanhando – desde o início – o drama que os funcionários do HCJ estão enfrentando com os atrasos de salários. O prefeito Edenilson da Costa não responde as mensagens da reportagem e nem atende as ligações. A crise no hospital se arrasta há meses. No ano passado, os funcionários paralisaram suas atividades em duas oportunidades, em novembro e dezembro.

A direção do HCJ continua negociando com a Gestão.

 

Fonte: Portal Infosul

Posts Relacionados

WhatsApp chat
//]]>