Governo confirma visita de Carlos Moisés ao porto de Laguna na segunda-feira(17)

A Secretaria de Estado da Casa Militar confirmou que o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) faz na próxima segunda-feira, 17, sua terceira visita oficial como chefe do Executivo à cidade de Laguna. A informação foi confirmada na manhã desta sexta-feira, 14, pela pasta ao Portal Agora Laguna.

Segundo o órgão, está prevista uma visita ao Porto de Laguna que está prestes a completar cinco meses de administração estadualizada. O convite do governo informa que será feita a inauguração do porto sob gestão da SC Par e a assinatura de atos para a melhoria da estrutura.

Uma cerimônia para marcar os 40 anos do terminal com a abertura da safra da sardinha vai ser realizada. A vinda do governador à cidade estava sendo cogitada desde o início da semana e até quinta-feira, 13, estava sem confirmação oficial.

Quando assumiu a gestão do porto em setembro de 2019, o governo do Estado previu ao pelo menos a geração de 200 postos de emprego iniciais. Moisés, na cerimônia, que ideia com as futuras melhorias era atrair “novos arrendamentos, novos operadores portuários, tanto da área da pesca quanto da de estaleiros, manutenção de embarcações e todo o sistema que envolve um porto pesqueiro”.

Críticas na Alesc

A vinda de Moisés à Laguna ocorre dias após o governador e administração portuária terem sido criticados na tribuna da Assembleia Legislativa (Alesc) pelo deputado estadual Felipe Estevão (PSL).

“Assim que o governo assumiu [o porto] colocou um gestor e eu fui perguntar de onde ele veio […] e questionando aos secretários qual o critério, [me disseram] ‘ele veio de um banco, mas é muito gente boa’”, relatou o parlamentar, que lamentou a não escolha de um nome técnico para a gestão.

A Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) foi procurada pelo Portal e rebateu as críticas do deputado. “O profissional escolhido possui ampla qualificação e experiência em gestão de negócios, com graduação e especializações na área, tendo plena capacidade de gerir o Porto”, diz a nota enviada.

 

Fonte: Agora Laguna

Posts Relacionados

WhatsApp chat
//]]>