Laguna estuda criação da Guarda Municipal Mirim

Nesta segunda-feira, 18, a Guarda Municipal de Laguna recebeu 60 integrantes da Guarda Mirim da cidade de Rio do Sul.  O objetivo é estreitar as relações entre as organizações e conhecer o projeto pioneiro no Estado.

 

” Estamos estudando a idéia de implantar o projeto aqui em Laguna. O projeto torna os jovens mais conscientes e mais preocupados com as questões sociais.” afirma a Comandante da Guarda Municipal de Laguna, Saleide Duarte.

 

De acordo com o coordenador da Guarda Mirim e integrante da Guarda Municipal (GM) de Rio do Sul, Ivan Barreto, os alunos têm aulas teóricas que envolvem conduta e dicas de segurança. Na parte prática, os jovens realizam atividades em ações sociais como campanhas ligadas ao meio ambiente, panfletagens e blitzes educativas em ruas da cidade.

 

Em outubro deste ano, a Guarda Municipal de Laguna esteve visitando o projeto lá em Rio do Sul. Hoje, os Guarda Mirim conheceram os pontos turisticos de Laguna e a partir das 14h estarão promovendo uma blitz educativa no Centro Histórico.

 

 

Conheça como funciona o projeto.

 

A Guarda Municipal de Rio do Sul, consciente de sua responsabilidade social e em consonância com a legislação de proteção à criança e adolescente em vigência no Brasil, apresenta à sociedade o Projeto “Guarda Municipal Mirim de Rio do Sul”.

Assistidas pelo projeto, pioneiro no estado de Santa Catarina, 32 crianças matriculadas em escolas com sede no município, com idade entre 12 e 14 anos participarão de um curso de formação, com foco nas questões de proteção às crianças e na valorização dos ideais de cidadania e civismo, da disciplina, da educação para um trânsito mais seguro e humano, do respeito à família e aos professores e do desempenho escolar, através de aulas ministradas na sede da Guarda Municipal e diversas outras atividades complementares à formação na escola. Concluída esta fase, as crianças serão multiplicadoras destes valores, participando de diversos eventos cívicos e ações sociais.

Fase Inicial – Formação

Período de 05 meses (abril a agosto de 2017) durante o qual serão ministradas as aulas e palestras, transmitindo conhecimento às crianças que se graduarão como Guardas Municipais Mirins. Esta fase já teve início, com uma aula inaugural em 08 de abril de 2017 e vem seguindo o cronograma.

Fase complementar – Multiplicação

Período de 04 meses (setembro de 2017 a dezembro de 2017) durante o qual as crianças serão incentivadas a transmitir o conhecimento adquirido na fase de formação, participando de atividades sociais voltadas à prevenção contra a criminalidade, proteção, segurança, qualidade de vida e bem estar social.

Todas as atividades, serão assistidas pelo coordenador do projeto apoiado por guardas municipais capacitados e com experiência no ensino e supervisionadas pelo diretor da Guarda Municipal de Rio do Sul.

ESTUDO DA REALIDADE

Muitos são os perigos que cercam as crianças e adolescentes, já que são vulneráveis e alvos da criminalidade. O projeto tem como dever e espera colher como principal resultado, não somente o alerta para esta realidade, mas, principalmente, uma ação objetiva na busca por um futuro diferente, evitando e combatendo a violência e a criminalidade. Portanto, não é apenas acolher, assistir, ensinar e formar as crianças participantes; mas incentivar a multiplicação de valores e a consciência entre colegas e familiares – consequentemente atingindo o poder público, entidades de segurança e toda a sociedade – sobre a necessidade de políticas e projetos voltados à proteção das nossas crianças de maneira sistemática e eficaz.

Durante suas rondas, os próprios guardas municipais de Rio do Sul perceberam e atenderam muitas ocorrências envolvendo crianças e adolescentes: abuso doméstico, tráfico de entorpecentes, violência no trânsito, entre outras; entrevistas e reuniões com professores, pais e alunos também comprovaram o que já se notava nas ruas.

Os beneficiários diretos do projeto são crianças e adolescentes do município de Rio do Sul com idade entre 12 e 14 anos. A primeira turma de Guardas Municipais Mirins iniciou com 32 crianças e adolescentes, selecionados preferencialmente pela situação de vulnerabilidade social, matriculados em escolas localizadas no município de Rio do Sul, neste caso 10 crianças da EEB Paulo Cordeiro, localizada no bairro Laranjeiras e 22 crianças da Escola Municipal Ella Kurth, localizada no bairro Rainha.

JUSTIFICATIVA

É muito comum ouvirmos em noticiários, diferentes manchetes envolvendo crianças em situação de risco ou sofrendo algum tipo de abuso: violência doméstica, sexual, falta de segurança no trânsito, delitos, exposição às drogas, entre outras. E sempre causam impacto. Mas tentamos “nos proteger”, aliviar e justificar, sempre que, na seqüência da manchete o corpo da reportagem traz a informação sobre onde o problema está acontecendo, em um lugar distante, um grande centro em outro estado…

Mas não é incomum e cada vez é mais frequente, as mesmas manchetes trazerem como complemento, que EM RIO DO SUL, SANTA CATARINA, uma criança foi abusada sexualmente; vítima de violência doméstica; se envolveu com drogas; participou de um crime; foi vítima de acidente de trânsito… O choque é maior, não é verdade?

Nossa Rio do Sul merece ações de prevenção, combate e enfrentamento a esta realidade que nos bate à porta. Esta é a principal proposta e justificativa do projeto Guarda Municipal Mirim de Rio do Sul: acolher e formar estas crianças, tornando-as preparadas, críticas, atentas, fiscalizadoras, cientes de seus direitos, aumentando as suas chances de defesa, criando bloqueios e escudos contra a criminalidade, permitindo que multipliquem este conhecimento e auxiliem outras crianças e famílias, livrando-as de tragédias como estas que tanto nos fazem sofrer em manchetes ou reportagens.

A desigualdade social contribui substancialmente para que as crianças e adolescentes fiquem expostos aos fenômenos da negligência e abandono familiar, evasão escolar e consumo de drogas, gerando a necessidade de implantar soluções que vão além das rondas ostensivas realizadas.

Nesta perspectiva, faz-se necessário e urgente a implantação do projeto “Guarda Municipal Mirim de Rio do Sul” como alternativa de prevenção do envolvimento das crianças e adolescentes residentes no município com a violência e a criminalidade.


OBJETIVO GERAL

Promover a inclusão social e transmitir conhecimento às crianças e adolescentes participantes, oferecendo-lhes um curso de formação, iniciando-as no exercício de sua cidadania, transformando-as em agentes multiplicadores, visando principalmente ao seu bem-estar, proteção e qualidade de vida.

AÇÕES DESENVOLVIDAS

Ministrar aulas semanais na sede da Guarda Municipal de Rio do Sul, no período de 08 de abril a 26 de agosto de 2017, visando à formação dos alunos e sua graduação como Guarda Municipal Mirim.

  • Concluir o curso de formação, ministrando as aulas conforme a seguinte grade curricular:
    Educação para o trânsito;
    Telecomunicação / Linguagem na Radiocomunicação;
    Técnicas operacionais para agente mirim (blitz educativa, técnicas do aluno
    guia, trânsito);
    Meio ambiente;
    Noções de preservação do patrimônio público;
    Noções de segurança pública (funcionamento e utilidade);
    Noções do estatuto da criança e adolescente;
    Prevenção ao uso de drogas;
    Primeiro socorros;
    Símbolos nacionais;
    Violência doméstica/violência sexual;
    Violência no trânsito;
    Consequências do Bullyng.

Determinar aos instrutores e envolvidos no projeto que fiquem atentos (aplicando técnicas e sugerindo investigação do Conselho Tutelar se necessário) para identificar qualquer tipo de abuso ou condição desfavorável pela qual a criança esteja passando, seja em ambiente familiar, escolar, grupo de amigos e vizinhança ou envolvimento com drogas ou outros atos infracionais, ou qualquer outra situação que interfira em seu saudável desenvolvimento físico e psicológico;

  • Acompanhar melhorias ou até mesmo propor correções de situações mediante intervenção, no ambiente familiar, caso seja identificado algum caso de abuso ou qualquer outra situação em que a criança sofra algum tipo de constrangimento ou situação desfavorável ao seu desenvolvimento físico e psicológico;
  • Constatar melhorias na atitude, comportamento e saúde da criança, aplicando correções e sugerindo intervenções se necessário, caso esta seja identificada como sofredora de qualquer tipo de situação desfavorável em outros ambientes, como escola e vizinhança;
  • Constatar melhorias no comportamento da criança, caso esta seja identificada como envolvida em alguma situação como uso de drogas ou ato infracional;

Transmitir noções sobre carreiras, graduações, desenvolvimento profissional, cursos técnicos e profissionalizantes, formas de ingresso em cargos públicos, carreira na segurança pública, civil ou militar.

  • Promover visitas a todas as outras instituições de segurança pública com sede no município de Rio do Sul.
  • Ministrar palestras com convidados de outras instituições de segurança, como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e outras entidades como o Procon e Conselho Tutelar.
  • Organizar visitas ao patrimônio público, ambiental e cultural do município, bem como outros projetos, como por exemplo o “Padaria Escola”;
  • Organizar visitas à Câmara de Vereadores e às várias secretarias municipais, inclusive o Gabinete do Prefeito, tornando os alunos conhecedores de toda a estrutura administrativa municipal;

Oferecer atividades complementares à formação escolar, como a participação em gincanas, visitas, passeios e acampamentos, incentivando e promovendo a prática de esportes e atividades físicas e outras atividades saudáveis de ocupação do tempo em que não estão na escola.

  • Promover atividades de integração com outros projetos educacionais e sociais como o Aluno Guia, Bombeiro Mirim, Polícia Ambiental Mirim, Escoteiros e Desbravadores;
  • Transmitir técnicas de combate a incêndio e primeiros socorros;
  • Passeio para conhecimento do trânsito do município no dia 20 de maio de 2017;
  • Visita ao patrimônio público cultural e ambiental do município;
  • Acampamento no sítio do Centro Agropecuário Albertina nos dias 19 e 20 de agosto de 2017.
  • Viagem à capital de Santa Catarina para conhecer a Guarda Municipal de Florianópolis e outras instituições de segurança, além das instalações da Marinha do Brasil, com acampamento na sede social da Guarda Municipal de Florianópolis em Outubro de 2017.
  • Passeio de integração e confraternização ao Beto Carrero World em Novembro de 2017.

Organizar ações sociais com a presença e atuação efetiva dos Guardas Municipais Mirins, relacionadas à redução da criminalidade, prevenção às drogas, ajuda humanitária, preservação ambiental e proteção à criança e educação para o trânsito.

  • Participar das atividades relacionadas ao “Maio Amarelo”, conscientização sobre a necessidade da redução dos acidentes de trânsito, durante todo o mês de maio do corrente ano;
  • Organizar visitas a instituições de assistência como o Lar das Meninas e Lar São Vicente de Paula.
  • Participação dos Guardas Municipais Mirins em todas as atividades previstas da Semana Nacional de Trânsito:
    18/09 – Blitz educativa Paulo Cordeiro;
    19/09 – Blitz educativa PRF;
    20/09 – Blitz educativa PRE;
    21/09 – Blitz educativa Luis Ledra e Willy Hering;
    21/09 – Mostra inclusão em foco CMDPD Unidavi;
    22/09 – Caminhada;
    23/09 – Passeio Ciclístico;
    24/09 – Culto Ecumênico;
    30/09 a 01/10 – Participação na feira ponta de estoque.
  • Participação na ação de limpeza do rio Itajaí na cidade de Aurora/SC no dia 23 de setembro de 2017.
  • Participar de ação de limpeza do rio Itajaí na cidade de Rio do Sul em novembro de 2017;
  • Participar das ações de Natal do município, durante o mês de novembro e dezembro de 2017, com arrecadação e doação de brinquedos.

Proporcionar às crianças assistidas pelo projeto um primeiro contato direto com uma instituição de segurança pública, estabelecendo uma relação de confiança com a Guarda Municipal de Rio do Sul.

  • Disponibilizar a sede da Guarda Municipal como base principal para o desenvolvimento e preparação de todas as atividades previstas no projeto. A sala de aula principal e também toda a estrutura física poderá de alguma maneira ser utilizada para viabilizar quaisquer atividades.Os Guardas Municipais serão instrutores durante a fase de formação e seguirão orientando e auxiliando durante toda a fase de multiplicação.

Propiciar participação ativa das crianças em eventos e festividades, como o aniversário do município, atos cívicos como a Semana da Pátria e outras datas comemorativas.

  • Participação das atividades relacionadas ao aniversário do município de Rio do Sul em 15 de abril de 2017;
  • Participação no evento “Viva Rio do Sul” no dia 29 de abril no parque Harry Hobus;
  • Participação dos alunos do projeto na abertura da Semana da Pátria no dia 01 de Setembro de 2017;
  • Cerimônia de formatura dos Guardas Municipais Mirins em 02 de Setembro de 2017;
  • Desfile dos Guardas Municipais Mirins no dia 07 de Setembro de 2017;

IMPACTOS SOCIAIS

 Educação

Impacto Externo

Por meio de observação, constatamos que as crianças que participaram das atividades do projeto como educação para o trânsito, noções de segurança pública, prevenção ao uso de drogas, primeiro socorros, tiveram uma aquisição de conhecimento que possibilitou o seu desenvolvimento educational, melhorando assim sua vivencia comunitária e familiar”.

Impacto Interno

Por meio de conversa e depoimento de nossos colaboradores, colaboradores, que ao realizarem as atividades no projeto junto as crianças e verificar o resultado de melhora nos mesmos, nossos colaboradores estão com a auto estima pessoal e profissional mais elevada, além de uma aquisição de conhecimento por parte dos mesmos, ao terem que se preparar para as atividades (capacitações), bem como pela troca de experiências com os pequenos da Guarda Mirim.

Posts Relacionados

WhatsApp chat
//]]>