Órgãos ambientais e de saneamento irão analisar o conteúdo

Um trabalho conjunto de fiscalização vai analisar o despejo de um líquido, semelhante a sangue, flagrado por pescadores na noite de quarta-feira. Os vídeos foram gravados por volta das 20h, e mostram o fluído saindo de uma tubulação diretamente na lagoa Santo Antônio dos Anjos. Órgãos ambientais, sanitários e de saneamento estiveram no local na manhã desta quinta.

A saída de água fica no Centro Histórico, que tem somente uma das ruas com o sistema de esgoto regular. Fiscais da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama) despejaram um líquido azul em uma funerária, para teste, e ele foi parar na lagoa. Porém, ainda não é possível confirmar se o fluído vermelho era mesmo sangue, pois não foi possível coletar o material.

A Polícia Ambiental de Laguna recebeu a denúncia na noite de quarta-feira, a partir dos vídeos enviados por pescadores. A investigação continua na tarde desta quinta, e a Flama discute quais punições o estabelecimento pode sofrer, inclusive com risco de interdição.

O comandante da Polícia Ambiental da Laguna, Fernando Magoga, disse que a funerária pode responder administrativamente com multa de R$ 30 mil, e na esfera criminal, por crime ambiental. O chefe da agência da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) da cidade, Giovani Pickler, disse que o órgão só vai se pronunciar após receber o laudo da Flama e da Vigilância Sanitária.

 

Retirado de: Diário Catarinense

https://www.nsctotal.com.br/noticias/despejo-de-liquido-similar-a-sangue-em-lagoa-e-fiscalizado-em-laguna-sul-de-sc

WhatsApp chat
//]]>