Projeto para construção da ponte entre Magalhães e Ponta da Barra é autorizado

Com a intenção de construir uma ponte que faça a ligação entre a região do Farol de Santa Marta e o restante do município de Laguna, o governo do Estado realizou um estudo prévio que apontou os impactos financeiros e turísticos, e, assim, autorizou a realização do projeto com recursos próprios, no valor de aproximadamente R$ 3,5 milhões.

A notícia foi recebida pelo prefeito Mauro Candemil e pelo vice-prefeito, Júlio Willemann, em reunião com o presidente da SC Par, Gustavo Pereira, e o administrador Fernando Weck, para tratar sobre o processo de restruturação que vem passando o terminal pesqueiro de Laguna.

A ponte é uma das obras mais reivindicadas pela população lagunense há anos, além dos visitantes e veranistas. Hoje, a única opção de trajeto entre a cidade e a Ponta da Barra é via balsa. O problema é que, além da dificuldade no trajeto, os valores cobrados hoje pela travessia são considerados abusivos pelos usuários – R$ 17 para automóvel e R$ 3 para moto (e R$ 10 para os moradores da ilha).

Segundo o prefeito Mauro Candemil, este primeiro passo da realização do projeto já é de suma importância para uma obra há tanto tempo esperada e há muito prometida por vários governos. “Infelizmente, o município não tem como arcar com esta obra, mas o primeiro passo, o do projeto, já foi dado. Assim que for licitado e for feita, então, esta primeira parte, o governo poderá saber quanto custará a obra e tentar viabilizar recursos para sua execução. Acredito que, se tudo der certo, poderemos ter esta travessia até o final desta gestão do governo estadual. Esta é nossa expectativa”, avalia. “É uma obra que será, certamente, uma das molas propulsoras para o desenvolvimento turístico de Laguna”, completa.

Fonte: Prefeitura de Laguna / Jornal Diário do Sul

WhatsApp chat
//]]>