Unidade de Vigilância em Zoonoses: conheça os serviços oferecidos

Com o propósito de realizar ações, estratégias de vigilância, prevenção e controle de zoonoses, a Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Tubarão segue passo a passo o conceito do Ministério da Saúde. Atualmente, o ambiente está responsável por 50 animais resgatados e diariamente realiza castração em animais de rua e domésticos.

 

A UVZ do município, neste momento, é composta por três médicos veterinários, uma enfermeira, uma técnica de enfermagem, dois estagiários do curso de Medicina Veterinária, um profissional da área de Ciências Biológicas, dois tratadores e uma servidora de serviços gerais.

 

Serviços exercidos:

 

A UVZ atua diretamente no controle de zoonoses do município e tem uma série de objetivos que culminam na efetivação deste.

 

De acordo com a coordenadora Gabriela Martins, os serviços realizados são: fiscalizações, orientações e autuações zoonóticas, no sentido de maus-tratos; palestras; capacitações; castração de animal por protocolo (pode conferir aqui); demandas que chegam pela ouvidoria e controle de zoonoses, na questão de proliferação de doenças.

 

O horário de funcionamento é das 7 às 13 horas, de segunda a sexta-feira. Os tratadores com expediente de segunda a segunda.

 

Atendimentos

 

Quando há denúncias de maus-tratos de animais, a Unidade de Vigilância em Zoonoses, em parceria com a Delegacia de Delitos de Trânsito e Divisão de Crimes Ambientais, realiza as fiscalizações. Se for constatado, o animal é recolhido, tratado e depois colocado para adoção. E os tutores, recebem penalidades criminais.

 

Os animais recolhidos por maus-tratos, são castrados, vacinados, vermifugados e recebem um chip de identificação. Após receberem os devidos tratamentos, os que tem como voltar para a antiga residência voltam, se não entram para a fila de adoção.

 

Já os animais de rua são levados por ONGs e parceiros do município na causa animal e recebem o atendimento para castração, colocação de um chip de identificação e recebem vacina da raiva.

 

Castração

 

A demanda cresce a cada dia mais. Desde o início de 2020, dos meses de janeiro a maio, mais de 550 animais foram castrados, dentre cães, cadelas, gatos e gatas.

 

De acordo com a coordenadora, a ação reflete diretamente no controle das zoonoses. “A gente entende que castrando um animal de rua, por exemplo, a gente diminui a quantidade deles passando necessidade na rua e também minimiza o número de doenças”, ressalta.

 

Para quem deseja castrar cães ou gatos, é só realizar um procedimento de inscrição pela ferramenta Protocolo WEB. Neste deve estar anexado documentos, como: ficha cadastral (em anexo), documento oficial com foto, CPF, cartão do SUS do requerente, comprovante de residência do requerente com data de até três meses e comprovante de renda do requerente (se for particular).

 

Importante ressaltar que no momento do preenchimento no Protocolo Web, o requerente deve direcionar a solicitação para “Castração”, no campo de endereços. Após a solicitação ser enviada, a equipe da UVZ avaliará o pedido e agendará a data do procedimento pelo telefone, contido na ficha de cadastro.

 

Dúvidas e denúncias

 

Aqueles que tiverem dúvidas a respeito dos atendimentos podem entrar em contato pelo número do setor, tanto pelo aplicativo de mensagens, quanto para ligação: 048 9 8850-3611.

 

Já para denúncias de maus-tratos ou de outra situação que implique na proliferação de doenças, o telefone disponibilizado é o da Ouvidoria: no telefone fixo (3621-9051), o e-mail (ouvidoria@tubarao.sc.gov.br) e mensagens via whatsApp (98419-7361), além do atendimento presencial no Paço Municipal, das 13 às 19 horas.

Posts Relacionados

WhatsApp chat
//]]>